Resumos  

Resumos CRPS capa
 
 
Desejamos que as comunicações abordem um largo leque de atividades, desde a prevenção de conflitos até à construção da paz passando pela gestão da violência, reforma do setor de segurança e construção de instituições; em conflitos, tanto intra como inter Estados, qualquer que seja: a sua origem (religiosa, étnica, etc.), o papel dos atores informais e dos atores externos, a importância desses conflitos nas diferentes ordens políticas regionais e os métodos e estratégias adotadas (mediação, uso da força, comissões da verdade, diplomacia de segunda via, etc.) para mitigar divergências. Estamos particularmente interessados em perceber como é que esses diferentes aspetos podem afetar os processos de obtenção e manutenção da paz.
 
As comunicações poderão abordar tanto questões teóricas e metodológicas como empíricas da resolução de conflitos, estas últimas centradas em estudos de caso.
Temos particular interesse em os estudos de caso a) serem de conflitos relevantes para o interesse geoestratégico de Portugal (por exemplo no Norte de África e Sahel), para as regiões onde se inserem, ou com relevância global, b) ilustrarem a utilização dos diferentes conceitos, técnicas e instrumentos de resolução de conflitos, c) ou que abordem o papel das organizações multilaterais com um mandato de segurança.