10

A CARACTERIZAÇÃO DOS PROCESSOS DE GESTÃO NAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR EM MOÇAMBIQUE.
A COLEGIALIDADE, O MANAGERIALISMO E OUTROS FATORES CONJUGADOS


Texto completo PDF | HTML

MAOMEDE NAGUIB OMAR

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Pós-Doutorado e investigador integrado do OBSERVARE/UAL. Professor Associado e Director-Geral do ISCIM – Instituto Superior de Comunicação e Imagem de Moçambique (Moçambique). Doutor em Estudos em Ensino Superior e Mestre em Gestão Pública pela Universidade de Aveiro. Pós-Graduado em Public Policy and Development Administration pela School of Public and Development Management da University of Witwatersrand, África do Sul.

 

RENATO PEREIRA

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Investigador integrado do OBSERVARE/UAL onde coordena a linha de investigação Espaços Económicos e Gestão de Recursos. Professor de Gestão Geral da ISCTE Business School, ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa (Portugal). Entre 2018 e 2020 cocoordenou o Seminário sobre Geoeconomia e Transnacionalização das Economias do Doutoramento em Relações Internacionais: Geopolítica e Geoeconomia da Universidade Autónoma de Lisboa. Doutor em Ciências de Gestão pela Université Paris Dauphine.

 

Resumo


O presente artigo discute a transposição dos princípios normalmente aplicados na gestão empresarial para as Instituições de Ensino Superior (IES). Discute-se, nomeadamente, a influência exercida pelo managerialismo na estruturação e funcionamento das Instituições de Ensino Superior. No estudo empírico conduzido em Moçambique, procede-se à análise dos posicionamentos de distintos atores sobre diferentes dimensões e categorias do problema, sustentado por uma metodologia de análise qualitativa a partir de uma amostra de 9 IES. As principais conclusões revelam que no ensino superior moçambicano permanece uma certa resistência das comunidades do ensino superior, particularmente dos seus profissionais, à intromissão do managerialismo, destacando-se um posicionamento favorável à colegialidade e à democraticidade. Não obstante o criticismo existente, alguns atores (minoritários) reconhecem a influência dos aportes managerialistas aos objetivos do ensino superior e à conceção e materialização da gestão das IES, propondo um modelo híbrido que associe as duas dimensões. O estudo revela, igualmente, um deficit de participação da comunidade do ensino superior nos processos de gestão e de tomada de decisão, dificultando a aplicabilidade do modelo colegial.



Palavras chave


Ensino Superior, Gestão, Managerialismo, Moçambique



Como citar este artigo


Omar, Moamede Naguibe; Pereira, Renato (2020). “A caracterização dos processos de gestão nas instituições de ensino superior em Moçambique. A colegialidade, o managerialismo e outros fatores conjugados”. In Janus.net, e-journal of international relations. Vol. 11, Nº 2 Consultado [online] em data da última consulta, DOI: https://doi.org/10.26619/1647-7251.11.2.12



Artigo recebido em Maio 21, 2020 e aceite para publicação em Outubro 4, 2020